Buscar
  • ajrarquitetura

Vale a pena incluir uma piscina no projeto de sua casa?






Construir uma casa é uma grande decisão e também significa a realização de um sonho. Por isso, é importante considerar todos os desejos, inclusive o de ter uma piscina. Um imóvel com mais opções de lazer tem maior valor de mercado, além do mais, uma piscina proporciona muita diversão e qualidade de vida para toda família.

Você está pensando em construir e está em dúvida se a casa terá piscina ou não? Continue a leitura e confira tudo o que você deve avaliar para tomar essa decisão.


Utilização


Se o seu estilo de vida for mais caseiro, chamar os amigos e a família para um churrasco, então a piscina é uma boa opção de lazer. Mas se você é do tipo que não fica em casa, talvez ela tenha um uso muito pequeno. Essa questão é importante porque a piscina precisa de uma certa manutenção e, para compensar, é ideal que seja bastante utilizada.

Outro ponto é considerar se sua família é sócia de algum clube de recreação com piscina ou se o condomínio possui em sua área de lazer. É muito comum as crianças preferirem ir ao clube por conta dos amigos e companhia.

Para garantir sua utilização até em dias mais frescos, mas de muito sol, como os dias de primavera. Vale a pena investir em algum sistema de aquecimento de água. No entanto, é necessário checar se o seu orçamento permite, porque o investimento para essa finalidade não é baixo.


Espaço


Se você tiver um bom espaço com privacidade na sua casa, então a piscina é uma boa forma de transformar o local em lazer e diversão para toda família. Ela valorizará o imóvel e deixará tudo muito mais bonito.

Por outro lado, as piscinas pequenas demais podem não ser tão vantajosas. Hoje em dia existem banheiras do tipo “spa”, próprias para serem usadas ao ar livre. Elas aquecem a água, fazem massagem e são uma boa solução para espaços pequenos ou casas sem crianças.

Lembre-se que será necessário um local para as máquinas e para guardar os aparelhos utilizados na manutenção, além de ser interessante que exista uma área para tomar sol. Um banheiro para se trocar, iluminação e piso antiderrapante também são importantes para segurança e conforto.

Outro ponto é não fazer as instalações perto de árvores muito grandes (por conta das raízes) ou que soltam muitas folhas.


Materiais

Existem três principais tipos de piscinas: concreto, fibra de vidro e vinil.

A de concreto e a de fibra de vidro são as mais resistentes. A primeira tem custo maior e a segunda não permite muita personalização, já que você compra a estrutura praticamente pronta, precisando apenas fazer a instalação no lugar. Mas a piscina de fibra de vidro é mais barata e a resistência é superior.

A piscina de vinil, por sua vez, exige uma base de concreto, porém dispensa o uso de azulejo ou patilhas, já que o vinil é o próprio revestimento. Seu principal ponto negativo é que o vinil tem uma vida útil de cerca de 10 anos, sendo necessária uma troca a cada período.


Manutenção

A manutenção é uma preocupação de muitas pessoas na hora de decidir construir uma casa com piscina. Ela exige energia elétrica para os sistemas de circulação e filtragem de água, além dos produtos químicos para tratar a água e fazer a limpeza.

É importante considerar que o cuidado é constante e deve ser durante todo o ano, já que esvaziar a piscina também tem custo. O tratamento da água é feito semanalmente e também é importante manter os equipamentos todos revisados para evitar problemas.

Ter uma casa com piscina é um bom investimento para a família e para o valor do imóvel. No entanto, como você pode observar, demanda um custo elevado para instalação e manutenção. Para decidir, pense na sua utilização e nos pontos que demostramos.

Conseguiu decidir se sua futura casa deve ou não ter uma piscina? Então continue perseguindo o seu sonho e conte com a assessoria de nossos profissionais em cada etapa!



48 visualizações

© 2017 - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS PARA AJR ARQUITETURA ALPHAVILLE, TAMBORÉ, SANTANA DE PARNAÍBA E GRANJA VIANA